quinta-feira, 29 de julho de 2010

SIR ARTHUR CONAN DOYLE

Estava eu em minha casa ontem assistindo ao empolgante filme Sherlock Holmes quando decidi fazer uma homenagem ao criador do brilhante personagem, o mais brilhante ainda Sir Arthur Conan Doyle.



Vejam um pouco da biografia, o restante podem ler no site http://pt.wikipedia.org/wiki/Arthur_Conan_Doyle
Sir Arthur Ignatius Conan Doyle, DL (Edimburgo, 22 de Maio de 1859Crowborough, 7 de Julho de 1930) foi um escritor e médico britânico, mundialmente famoso por suas 60 histórias sobre o detetive Sherlock Holmes, consideradas uma grande inovação no campo da literatura criminal. Foi um escritor prolífico cujos trabalhos incluem histórias de ficção científica, novelas históricas, peças e romances, poesias e obras de não-ficção.
Arthur Conan Doyle viveu e escreveu parte de suas obras em Southsea, um bairro elegante de Portsmouth.
Sir Arthur Conan Doyle sem dúvida foi um escritor prolífico, apesar de polêmico e meio excentrico. Foi capaz de criar um personagem único dotado de tamanha perspicácia e inteligência que quando lemos o livro ou assistimos ao filme (uma nova visão do personagem sem dúvida), quase acreditamos que ele realmente existiu! Sherlock Holmes é sem dúvida um dos personagens mais carismáticos e verdadeiros da história da literatura.
Procurem na biblioteca pública, com certeza encontrarão alguns destes títulos emocionantes:

Romances

[editar] Contos

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sherlock_Holmes
Nos livros geralmente Holmes é retratado como um detetive frio, metódico e calculista, um homem refinado e arrogante. Sem dúvida a versão do filme é mais interessante, pois mostra um Holmes charmoso, irônico, atlético e divertido. Recomendo assistirem o filme com Robert Downey Jr. no papel do detetive.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

BECOMING JANE


JANE AUSTEN

Bom, já que comecei, vou continuar falando sobre meus escritores preferidos.

Me apaixonei por JANE AUSTEN quando assisti ao filme Becoming Jane, estrelado por Anne Hathaway e James McAvoy. O filme conta sobre a vida da jovem escritora, uma mulher muito á frente de seu tempo, justa e que não teve medo de viver solteira e se sustentar sozinha como escritora. A história do romance que Jane teve na juventude também é apaixonante, e nos faz pensar na sorte de hoje em dia termos a opção de escolher casar por amor, quando na época de Jane os casamentos eram arranjados por interesses.


Acima, um retrato de Jane Austen feito á lápis por sua irmã Cassandra.
(Único retrato original de Jane Austen, aquarela feita por Cassandra Austen, 1810.) Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Jane_Austen

Biografia

Jane Austen nasceu em 16 de dezembro de 1775, em Steventon, Hampshire, Inglaterra, sendo a sétima filha do reverendo George Austen, o pároco anglicano local, e de sua esposa Cassandra (cujo nome de soltera era Leigh). O reverendo Austen era uma espécie de tutor, e suplementava os ganhos familiares dando aulas particulares a alunos que residiam em sua casa. A família era formada por oito irmãos, sendo Jane e sua irmã mais velha, Cassandra, as únicas mulheres. Cassandra e Jane eram confidentes, e hoje se conhece uma série de cartas de sua correspondência.

Eu já li Razão e Sensibilidade e Emma. Confesso que gostei mais do primeiro, adorei a maneira como ela retrata cada personagem e a época em que vivia, os costumes, maneiras, as paisagens da Inglaterra e o modo de vida de fins do século XXVIII e início do IXX.

Admiro Jane por ela ter tido coragem de seguir seu caminho na carreira literária assumindo os próprios riscos, sendo independente e escrevendo de forma crítica numa época conhecidamente puritana e machista

Se tiver a oportunidade, não deixe de ler as obras de Jane Austen, hoje tão importante para a literatura quanto William Shakespeare.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

SIDNEY SHELDON

Estou lendo a biografia de Sidney Sheldon, "O outro lado de mim - memórias".
Nunca li nenhum livro deste autor, mas começando pela sua biografia, acho que comecei bem!
Estou buscando me inspirar na trajetória de vários autores famosos para seguir eu também a carreira literária... é um caminho super incerto pra mim, por isso estou lendo tudo o que posso para aprender...
E estou simplesmente AMANDO Sidney Sheldon.
Eu já tentei ler a biografia de Paulo Coelho, intitulada "O Mago", mas não consegui sair das primeiras 10 páginas.
Já a biografia de Sidney Sheldon, estou no terceiro dia, com pouco tempo pra ler mas já na metade do livro... isso que nem li nenhuma obra dele, mas já posso dizer que seu estilo de escrever é excepcional! Estou adorando e com toda certeza vou virar fã de seus livros, ele consegue prender a gente a cada página com muita sede de virar a próxima.

Vou colocar um pouco da história dele que está disponível na Wikipédia:

Sidney Sheldon


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Ir para: navegação, pesquisa

Sidney Sheldon
Nascimento 11 de Fevereiro de 1917
Chicago Estados Unidos
Morte 30 de Janeiro de 2007 (89 anos)
Los Angeles Estados Unidos
Nacionalidade Americana
Magnum opus O Outro Lado da Meia Noite
Página oficial: SidneySheldon.com
Nascido Sidney Schechtel, de pai judeu alemão e mãe judia russa, iniciou sua carreira em Hollywood como revisor de roteiros em 1937 além de colaborar em inúmeros filmes de segunda linha. Preferiu trabalhar no cinema do que na literatura por não julgar-se capaz de escrever um livro. Entrou para o Army Air Cops (Unidade do Exercito que compreende quase toda a aviação, e que se tornou parte da Força Aérea em 1947) durante a Segunda Guerra Mundial mas não chegou a servir por causa de uma hérnia de disco. Sheldon retornou à vida civil e começou a escrever musicais para a Broadway além de roteiros para a MGM e Paramount Pictures. Foi o criador da série televisiva Jeannie é um Gênio e Casal 20.
Em 1969, Sidney Sheldon lançou seu primeiro romance, A Outra Face (título original: The Naked Face), e a partir daí escreveu vários títulos de sucesso.
Sidney Sheldon vendeu mais de 300 milhões de livros em todo o mundo. É o único escritor que recebeu quatro dos mais cobiçados prêmios da indústria cultural americana: o Oscar (cinema), o Emmy (tv), o Tony (teatro) e o Edgar (literatura) de suspense. É atualmente o autor mais traduzido em todo o planeta, cujos romances foram vendidos em 51 idiomas e distribuídos em 180 países.
Mesmo não sendo um escritor elogiado pelos críticos, Sheldon se orgulhava da autenticidade das suas obras, uma vez que essas eram escritas segundo experiências vividas pelo autor.
Sheldon, um dos escritores mais produtivos da literatura americana contemporânea, morreu no dia 30 de janeiro de 2007, em Los Angeles, aos 89 anos, devido a complicações causadas por uma pneumonia. [1]

[editar] Obras publicadas

(Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sidney_Sheldon)

UM SALVE PARA SIDNEY SHELDON, UM EXCELENTE ESCRITOR E UM BOM HOMEM, REALMENTE DETERMINADO!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

HIDRATANTE NOS CAMBITOS PARTE II

Ah, eu tinha me esquecido porque entrei no assunto de hidratante, depilação, etc!
Olha que sarro o texto que a minha amiga Jaque Moura me mandou, quem já passou por isso sabe que é verdade:

Depilação Feminina'Tenta sim. Vai ficar lindo.'

Foi assim que decidi, por livre e espontânea pressão de amigas, me render à depilação na virilha. Falaram que eu ia me sentir dez quilos mais leve.

Mas acho que pentelho não pesa tanto assim. Disseram que meu namorado ia amar, que eu nunca mais ia querer outra coisa. Eu imaginava que ia doer,
porque elas ao menos me avisaram que isso aconteceria. Mas não esperava que por trás disso, e bota por trás nisso, havia toda uma indústria pornô-ginecológica-estética.

- Oi, queria marcar depilação com a Penélope.
- Vai depilar o quê?
- Virilha.
- Normal ou cavada?
Parei aí. Eu lá sabia o que seria uma virilha cavada. Mas já que era pra fazer, quis fazer direito.
- Cavada mesmo.
- Amanhã, às... Deixa eu ver...13h?
- Ok. Marcado.

Chegou o dia em que perderia dez quilos. Almocei coisas leves, porque sabia lá o que me esperava, coloquei roupas bonitas, assim, pra ficar chique. Escolhi uma calcinha apresentável. E lá fui. Assim que
cheguei, Penélope estava esperando. Moça alta, mulata, bonitona.

Oba, vou ficar que nem ela, legal. Pediu que eu a seguisse até o local onde o ritual seria realizado. Saímos da sala de espera e logo entrei num longo corredor. De um lado a parede e do outro, várias cortinas brancas. Por trás delas ouvia gemidos, gritos, conversas. Uma mistura de Calígula
com O Albergue. Já senti um frio na barriga ali mesmo, sem desabotoar nem um botão. Eis que
chegamos ao nosso cantinho: uma maca, cercada de cortinas.
- Querida, pode deitar.

Tirei a calça e, timidamente, fiquei lá estirada de calcinha na maca. Mas a Penélope mal olhou pra mim. Virou de costas e ficou de frente pra uma mesinha. Ali estavam os aparelhos de tortura. Vi coisas estranhas.

Uma panela, uma máquina de cortar cabelo, uma pinça. Meu Deus, era O Albergue mesmo. De repente ela vem com um barbante na mão. Fingi que era
natural e sabia o que ela faria com aquilo, mas fiquei surpresa quando ela passou a cordinha pelas laterais da calcinha e a amarrou bem forte.

- Quer bem cavada?
- .é... é, isso.
Penélope então deixou a calcinha tampando apenas uma fina faixa da Abigail, nome carinhoso de meu órgão, esqueci de apresentar antes.
- Os pêlos estão altos demais. Vou cortar um pouco senão vai doer mais ainda.
- Ah, sim, claro.

Claro nada, não entendia porra nenhuma do que ela fazia. Mas confiei. De repente, ela volta da mesinha de tortura com uma espátula melada de um líquido viscoso e quente (via pela fumaça).
- Pode abrir as pernas.
- Assim?
- Não, querida. Que nem borboleta, sabe? Dobra os joelhos e depois joga cada perna pra um lado.
- Arreganhada, né?

Ela riu. Que situação. E então, Pê passou a primeira camada de cera quente em minha virilha Virgem. Gostoso, quentinho, agradável. Até a hora de puxar.
Foi rápido e fatal. Achei que toda a pele de meu corpo tivesse saído, que apenas minha ossada havia sobrado na maca. Não tive coragem de olhar.

Achei que havia sangue jorrando até o teto. Até procurei minha bolsa com os olhos, já cogitando a possibilidade de ligar para o Samu. Tudo isso
buscando me concentrar em minha expressão, para fingir que era tudo supernatural.
Penélope perguntou se estava tudo bem quando me notou roxa. Eu havia esquecido de respirar. Tinha medo de que doesse mais.

- Tudo ótimo. E você?
Ela riu de novo como quem pensa 'que garota estranha'. Mas deve ter aprendido a ser simpática para manter clientes. O processo medieval continuou. A cada puxada eu tinha vontade de espancar Penélope. Lembrava de minhas amigas recomendando a depilação e imaginava que era tudo uma grande sacanagem, só pra me fazer sofrer.

Todas recomendam a todos porque se cansam de sofrer sozinhas.
- Quer que tire dos lábios?
- Não, eu quero só virilha, bigode não.
- Não, querida, os lábios dela aqui ó.
Não, não, pára tudo. Depilar os tais grandes lábios ? Putz, que idéia. Mas topei. Quem está na maca tem que se fuder mesmo.

- Ah, arranca aí. Faz isso valer a pena, por favor.
Não bastasse minha condição, a depiladora do lado invade o cafofinho de Penélope e dá uma conferida na Abigail.
- Olha, tá ficando linda essa depilação.
- Menina, mas tá cheio de encravado aqui. Olha de perto. Se tivesse sobrado algum pentelhinho, ele teria balançado com a respiração das duas. Estavam bem perto dali. Cerrei os olhos e pedi que fosse um pesadelo. 'Me leva daqui, Deus, me teletransporta'. Só voltei à terra quando entre uns blábláblás ouvi a palavra pinça.

- Vou dar uma pinçada aqui porque ficaram uns pelinhos, tá?
- Pode pinçar, tá tudo dormente mesmo, tô sentindo nada.Estava enganada. Senti cada picadinha daquela pinça filha da mãe, arrancar cabelinhos resistentes da pele já dolorida. E quis matá-la. Mas mal sabia que o motivo para isso ainda estava por vir.
- Vamos ficar de lado agora?

- Hein?
- Deitar de lado pra fazer a parte cavada.
Pior não podia ficar. Obedeci à Penélope. Deitei de ladinho e fiquei esperando novas ordens.
- Segura sua bunda aqui?
- Hein?
- Essa banda aqui de cima, puxa ela pra afastar da outra banda.

Tive vontade de chorar. Eu não podia ver o que Pê via. Mas ela estava de cara para ele, o olho que nada vê. Quantos haviam visto, à luz do dia, aquela cena? Nem minha ginecologista. Quis chorar, gritar, peidar
na cara dela, como se pudesse envenená-la. Fiquei pensando nela acordando à noite com um pesadelo. O marido perguntaria:
- Tudo bem, Pê?
- Sim... sonhei de novo com o cu de uma cliente.

Mas de repente fui novamente trazida para a realidade. Senti o aconchego falso da cera quente besuntando meu Twin Peaks. Não sabia se ficava com mais medo da puxada ou com vergonha da situação. Sei que ela deve ver mil cus por dia. Aliás, isso até alivia minha situação. Por que ela lembraria justamente do meu entre tantos? E aí me veio o
pensamento: peraí, mas tem cabelo lá? Fui impedida de desfiar o questionamento. Pê puxou a cera. Achei que bunda tivesse ido toda embora. Num puxão só, Pê arrancou qualquer coisa que tivesse ali. Com certeza não havia nem uma preguinha pra contar a
história mais.

Mordia o travesseiro e grunhia ao mesmo tempo. Sons guturais, xingamentos, preces, tudo junto.
- Vira agora do outro lado.
Porra.. por que não arrancou tudo de uma vez? Virei e segurei novamente a bandinha. E então, piora. A broaca da salinha do lado novamente abre a cortina.
- Penélope, empresta um chumaço de algodão?
Apenas uma lágrima solitária escorreu de meus olhos. Era dor demais, vergonha demais. Aquilo não fazia sentido. Estava me depilando pra quem?
Ninguém ia ver o tobinha tão de perto daquele jeito. Só mesmo Penélope. E agora a vizinha inconveniente.

- Terminamos. Pode virar que vou passar maquininha.
- Máquina de quê?!
- Pra deixar ela com o pêlo baixinho, que nem campo de futebol.
- Dói?
- Dói nada.
- Tá, passa essa merda...
- Baixa a calcinha, por favor.

Foram dois segundos de choque extremo. Baixe a calcinha, como alguém fala isso sem antes pegar no peitinho? Mas o choque foi substituído por uma total redenção. Ela viu tudo, da perereca ao cu. O que seria baixar a calcinha? E essa parte não doeu mesmo, foi até bem agradável.

- Prontinha. Posso passar um talco?
- Pode, vai lá, deixa a bicha grisalha.
- Tá linda! Pode namorar muito agora.
Namorar...namorar... eu estava com sede de vingança. Admito que o resultado é bonito, lisinho, sedoso. Mas doía e incomodava demais. Queria matar minhas amigas. Queria virar feminista, morrer peluda, protestar contra isso. Queria fazer passeatas, criar uma lei antidepilação cavada.

Autor (a) desconhecido (a)

HIDRATANTE NOS CAMBITOS!


Meninas, seguem mais dicas de beleza da Tia Manny Jo!

Eu sempre procuro hidratar bem as minhas pernas, pra não ficar parecendo uma sereia com a perna toda descamada, principalmente no inverno.
Hidratar as pernas (e os braços, costas, etc) também é bom pra quem precisa se depilar com gilete. A pele fica mais macia, facilitando a depilação, correndo menos risco de ficar com aquelas alergias e lesões provocadas pela lâmina.
Eu experimentei e deu certo!

Por isso recomendo a vocês experimentarem as loções hidratantes da Linha Avon Naturals! Os perfumes são deliciosos, principalmente da linha de iogurtes hidratantes! O Cereja e Noz Moscada então nem se fala, dá vontade de comer!

Outro benefício é que durante a massagem pra hidratar a pele você já estará fazendo uma drenagem linfática que ajuda a tratar a celulite e a circulação!

Experimente, eu estou usando o iogurte de guaraná e mel que tem um perfume energizante, estou adorando, demora um pouco pra secar mas a pele fica macia e cheirosa.

Beijos!

terça-feira, 6 de julho de 2010

SOLUÇÃO PARA CABELO DE JUBA DE LEÃO


Olááá de novo!

MENINAS, e lá vamos nós com mais merchan...

Bom, eu que sofro com cabelo de juba de leão, lembrei de passar pra vocês amigas que sofrem do mesmo problema, uma dica preciosa que experimentei por conta própria.

Eu usei a loção de tratamento cosmético Advance Techniques (foto acima), e senti que deu resultado para controlar o super volume da minha peruca. O meu cabelo era que nem bandido, quando não estava preso, estava armado.

Quando eu tento usar ele solto, é incível, parece que os fios se multiplicam durante o dia e acabo ficando com o triplo de volume no final do dia... daí tenho que ficar prendendo, o que tira todo esse meu charme irresistível...

Daí eu experimentei a loção de tratamento e achei que deu bastante resultado. Eu costumava aplicar nos cabelos úmidos, massageava e secava com o secador apontando de cima pra baixo e sempre penteando... o resultado era como se eu tivesse feito uma escova, de tão liso. Até já li na revista do Avon que dá pra usar no cabelo seco, o resultado são fios regenerados e com volume controlado. Passe nos cabelos secos, espere secar um pouco e penteie.
Você vai gostar do resultado.

Beijos
Marie

AVON FLUIDO RESTAURADOR DE PONTAS


Olá meninas do meu coração!

Hoje vou dar uma dica de como finalizar a chapinha que eu aprendi observando os profissionais do salão de beleza.

Depois que você tiver esticado bem sua gadeia com a chapinha, passe nas pontas dos cabelos o Fluido restaurador de pontas da Avon. Tem diversos tipos para diversas necessidades, é só procurar na revista da Avon por essas garrafinhas como as da foto acima.
Dizem que o melhor é o verdinho, depois que você faz a chapinha o cabelo fica elétrico por causa do calor e do contato com a chapa quente, e o fluido serve para controlar essa eletricidade, condicionar os fios deixando-os mais macios evitando o famoso frizz, além de dar brilho.

Aproveitem as promoções e experimentem usar estes fluidos nas pontas dos cabelos, depois da chapinha e até mesmo depois do secador. Espalhem bem nas mãos e apliquem, vocês vão adorar o resultado.

Muitos beijos,
Marie

sábado, 3 de julho de 2010

POR QUE USAR UMA MÁSCARA DE TRATAMENTO?


Olá meninas!

Vou começar a dar dicas de beleza que eu aprendo na televisão, pra ajudar vocês a levantarem a auto-estima e também porque eu sou vendedora de cosméticos e tenho obrigação de entender do babado.

Vamos falar hoje sobre as máscaras para tratamento, antigamente chamadas de banho de creme...
Hoje em dia você ainda pode comprar aqueles potões de 2 kg pra fazer banho de creme, mas é mais prático, mais barato e garantido você tratar suas madeixas com os cremes para tratamento Avon (olha o merchan)...

Bom, como se usa uma máscara para tratamento?

Se seu cabelo está ressecado, danificado, cheio de frizz que pra virar vassoura só falta o cabo, tipo o meu assim, então você deve fazer o seguinte:

1. Tire a roupa.
2. Vá pra baixo do chuveiro.
3. Ligue o bendito.
4. Molhe os cabelos
e resumindo tudo, lave seus cabelos com o shampoo de sua preferencia (eu estou usando o da Avon Romã e manga, que perfume meudeus!)
Depois, passe a máscara de tratamento (o papaya e kiwi também é uma delícia) por toda a extensão dos fios evitando as raízes e massageie mas não enxágue já, deixe agir por uns 2 minutos...
Depois enxágue a máscara e passe o condicionador normalmente...

Eu sempre achei que quando se usa a máscara não se usa o condicionador, mas vi um profissional na televisão ensinando que depois de tudo vc ainda passa o condicionador nas pontas, evitando sempre as raízes pra não ficarem oleosas...

Então se você já está com a gadeia como se tivesse pegado fogo pelo uso de chapinha e secador, que nem eu, invista nas máscaras de tratamento!

A seguir, darei mais dicas de como usar outros produtos para os cabelos da Avon... resultado garantido, tratamento como se fosse feito pelo melhor cabeleireiro...

Beijos
Marie

COMPRAR LIVROS PELO AVON?


Olá de novo!

Bom, agora eu gostaria de comentar sobre uma dúvida que surgiu entre minhas clientes sobre comprar livros do caderninho da Avon.

Os clientes repararam que os livros são mais finos, tem menos páginas...
Aí ficou a dúvida se os livros são reproduções fiéis dos originais.

Bom, pra tirar a dúvida, mandei e-mails para o Avon, com as nossas dúvidas... mandei uns quatro e-mails mas nenhum foi respondido...

Então, eis que na campanha 13, a Avon deciciu esclarecer pra galera:

OS LIVROS SÃO EM FORMATO ECONOMICO (LEIA PÁGINAS MAIS FINAS E FONTES MENORES) MAS O CONTEÚDO ESTÁ NA ÍNTEGRA, NÃO FOI MUDADA OU RESUMIDA UMA VÍRGULA...

Então, fiquem tranquilos e continuem a comprar os seus livros com a revendedora Avon...

Na campanha 13 ainda tem promoção dos livros da saga Crepúsculo, com os volumes Lua Nova e Eclipse a apenas R$ 19,90... eu já vou garantir os meus!

Abraços!

KT TUNSTALL


Hey people!

Hoje vou falar um pouco sobre a minha cantora preferida atualmente... ela tirou o posto até da Alanis Morissete!

KT Tunstall, também conhecida como Kate Tunstall (St Andrews, 23 de Junho de 1975) é uma cantora, compositora e multi-instrumentista britânica, nascida na Escócia. De gêneros como rock, pop-rock, folk, country, entre outros, é sempre vista por seu talento e carisma, implacando sucessos como "Suddenly I See", "Other Side Of The World", "Black Horse and the Cherry Tree", e mais recentemente, "Hold On". Lançou o albúm de estréia Eye to the Telescope, em 2004, ocupando o #3 no Reino Unido, seguido por KT Tunstall's Acoustic Extravaganza - Álbum arcústico -, de 2006, e, Drastic Fantastic, de 2007. É ainda de ascendência chinesa e irlandesa.
Tunstall é conhecida por seus concertos ao vivo em que ela se torna uma banda de uma única mulher.
(fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/KT_Tunstall)

Eu adoro as canções da KT Tunstall, admiro ela porque ela não só compõe, canta e toca as próprias músicas mas também porque algumas das músicas dela ela consegue tocar todos os instrumentos sozinha! Ela toca um instrumento e grava, depois toca outro instrumento tendo essa gravação como acompanhamento e grava por cima, e vai fazendo assim até ter a música toda, ela é todos os músicos da própria banda! Que demais!

Vejam no link abaixo um exemplo da loucura que eu citei acima:

http://www.youtube.com/watch?v=oa8zN4ElAFM&feature=related


Abaixo, coloquei o link pra minha música preferida, Saving my face:

http://www.youtube.com/watch?v=myT1hKVsZAY#


Gente, adoro esse clipe, a parte que ela pega a guitarrinha voadora me deixa arrepiada!

Abaixo, vocês podem conferir a letra:

See the look on my face
From staying too long in one place
But every time I try to leave
I find I keep on stalling
Feel like a big old stone
Standing by a strength of my own
But every time the morning breaks
I know I'm closer to falling

I'm all out of love, all out of faith
I would give everything just for a taste
Everything's here, all out of place
Losing my memory, saving my face
Saving my face, saving my face
Saving my face.

Listening to what you say
Even though I look the other way
You could never understand the feeling
Of what I'm leaving

I'm all out of love, all out of faith
I would give everything just for a taste
Everything's here, all out of place
Losing my memory, saving my face
Saving my face...

Whoa, ooh...

Leave it all to me
I will do the right thing
Baby I'll be everything I need
Leave it all to me
I will do the right thing
Baby I'll be everything I need
Leave it all to me
I will do the right thing
Do the right thing

I'm all out of love, all out of faith
I would give everything just for a taste
Everything's here, all out of place
Losing my memory, I'm losing the best of me.

I'm all out of love, all out of faith
I would give everything just for a taste
Everything's here, all out of place
Losing my memory, saving my face
Saving my face...

Whoa, ooh...


Adoro a parte que ela começa:

Leave it all to me
I will do the right thing
Baby I'll be everything I need
Leave it all to me
I will do the right thing
Baby I'll be everything I need
Leave it all to me
I will do the right thing
Do the right thing

Ela diz: Deixe tudo por minha conta, farei a coisa certa: EU SEREI TUDO O QUE PRECISO!

É o que todas nós mulheres deveríamos fazer, ser tudo aquilo que precisamos, não dependendo de homem nenhum pra dizer o que valemos e o quanto valemos...
não dependendo de amor nenhum pra ser feliz, mas apenas de nós mesmas, de amar a nós mesmas... isso vale tanto pra nós garotas superpoderosas como para os rapazes também!

Não se pode ser feliz no amor esperando encontrar a outra metade, você tem que ter consciência de que é completo e de que vale muito, e procurar alguém que compreenda isso... sua felicidade não depende do outro, mas de você mesma!

Por isso erga a cabeça, se estiver solteira, entenda que você não depende de um namorado pra ser feliz, mas sim que você precisa começar a ser feliz agora, e isso vai atrair pessoas pra você, inclusive um namorado QUE PRESTE!

E se você estiver numa relação que não está te fazendo bem, comece a repensar nessa relação, se o mela cueca realmente merece você! Se não, seja tudo o que você precisa, levante a cabeça e diga adeus pro cafajeste!

Não sei porque, não entendi muito do que a KT quer dizer nessa música, mas pra mim soa como um pé na bunda elegante! Então,se preciso for, parta pra outra, mas não deixe que te façam sofrer!

Só o amor verdadeiro vale à pena! E VIVA A KT TUNSTALL!!!